Game 2: Winter | Ai que o mundo anda do avesso

12/22/2016


Não se já ouviram falar da mais recente noticia vinda da Rússia, se não sabem ficam a saber que no Verão do próximo ano chega aos nossos ecrãs um reality show do género "Hunger Games".

O programa consiste em colocar 30 participantes na Sibéria, onde podem contar com temperaturas que facilmente chegam aos -50º. Fresquinho hein?! 

O jogo "Game 2: Winter" consite estar no meio do nada, durante 9 meses em que o único objetivo é sobreviver. Tomem atenção, pois tudo é permitido e tudo leia-se: violar, matar, torturar, mutilar, lutar, fumar, beber ácool, etc, etc. Contudo, não podem usar armas de fogo, só podem usar facas, pedras, as mãozinhas e o que a cabeça psicopata imaginativa quiser fazer.

A organização do concurso descarta qualquer responsabilidade no que acontecer aos participantes ainda assim, o programa lembra que os concorrentes estarão em território russo, pelo que a polícia poderá deter os jogadores se estes violarem a lei. "Estamos em território da Rússia e obedecemos às leis da Federação Russa". O milionário russo Yevgeny Pyatkovsky, criador do conceito, lembra no entanto que irá recusar qualquer reclamação caso alguém morra ou seja violado. Bonito não é?

Este show irá ser transmitido online durante 24H, onde 2mil câmeras vão vigiar os 30 jogadores que como critério tem de ter mais de 18 anos e "mentalmente sãs"- psicopatas cof cof.
Ah e o melhor é que já chovem candidatos, cerca de 60 e um deles é americano (pois claro), 5 países (ainda não revelados) já querem comprar os direitos de transmissão do programa.

Já imagino o Hitler a dar cambalhotas e a fazer festins na sua campa, aposto que ficaria aborrecido por não se ter lembrado disto antes, mas na altura era a preto e branco... 


Façamos um minuto de silêncio o mundo em que vivemos por favor.

You Might Also Like

1 comentários

  1. A meio do teu post ainda me ocorreu "às tantas ninguém se vai inscrever nesta porcaria", mas esqueci-me dos doidos varridos deste mundo e claro, das pessoas que não têm muito amor à vida. Estamos num mundo que já não consegue surpreender, de tão mau que se tornou.

    ResponderEliminar